Motoristas de ônibus passam por qualificações no Sest Senat para melhorar transporte coletivo

Motoristas de ônibus passam por qualificações no Sest Senat para melhorar transporte coletivo

Qualificações voltadas aos motoristas do transporte público de Maceió colocaram os rodoviários no “papel” dos que estão do outro lado do volante neste mês de julho. Ocupando bicicletas e cadeiras de rodas, eles puderam experimentar a sensação causada pelos ônibus no trânsito.

Promovidas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), as atividades contaram com a parceria do Sest Senat e do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb), e tiveram como objetivo promover a empatia no trânsito, enfatizando a perspectiva de ciclistas e cadeirantes.

“Essas ações integram as várias já realizadas em parceria com o Sest Senat para qualificar os motoristas do transporte público de Maceió. Eles passam por treinamentos periódicos com o intuito de melhorar a qualidade do serviço para os passageiros e também para a população como um todo”, explicou Guilherme Borges, presidente do Sinturb.

Para a diretora do Sest Senat Maceió, Daniele Madeiro, eventos como estes são parte fundamental do papel desempenhado pela entidade. “O Sest Senat, que é a unidade do Sistema S voltada para o transporte, tem o prazer de receber esse tipo de ação. Estamos sempre em parceria com a SMTT, o Detran e as empresas de ônibus para proporcionar qualidade de vida e educação no trânsito”, disse a gestora.

André Costa, titular da SMTT, acredita que os treinamentos proporcionam resultados benéficos para o serviço ofertado pelas empresas. “O retorno por parte dos motoristas foi bem positivo, justamente porque, para além de uma palestra, nós trouxemos pessoas com histórias e situações reais que apresentaram suas principais necessidades. Tenho certeza que o atendimento vai ficar ainda melhor depois da participação dos rodoviários”, pontuou.

O prefeito JHC, que participou ativamente de algumas das atividades, também parabenizou a iniciativa. “É um divisor de águas porque ao mesmo tempo que estamos intensificando a fiscalização estamos ofertando educação. Muito melhor quando temos uma ação coordenada, que envolve os principais atores e colocam os dois lados da moeda e eles se conectam”, expôs o gestor.

Deixe uma resposta